Sem categoria

A defesa do Governador do Amazonas, Wilson Lima(PSC), entra com pedido de Habeas Corpus para não depor ou ficar calado em seu depoimento na CPI da Covid-19.

Inicialmente seria ouvido no dia 29, mas, por conta da operação Sangria da Policia Federal, que investiga supostos desvios de recursos da saúde durante a pandemia, na qual é um dos alvos, foi antecipada para o dia 10/06.

No texto, o advogado Antônio Nabor Areias Bulhões argumenta que a convocação do governador é inconstitucional, pois feriria a “regra de não intervenção federal nos estados”. Ele continua que, caso fosse possível a convocação, ela não deveria ser compulsória, e, se for, ele deveria ter direito ao silêncio. 

Manoel Júnior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s